A energia da madrugada

Não me apetece dormir, não com uma noite destas. A brisa corre a uma velocidade perfeita, harmoniosa e que refresca, em vez de fazer frio. O céu está escuro, como se quer; e as dores de cabeça passaram. O calor que me deixa com tonturas cansou-se, por hoje, de andar para aqui a chatear; e com ele foi o barulho do dia. E é tão fácil ficar deitada, com os cobertores para baixo, a janela aberta e a música em repeat para me perder no meu mundo e nos meus pensamentos...Às vezes, não é preciso quase nada para sermos absolutamente felizes por um momento. No meu caso, foi uma água com gás, duas pedras de gelo e uma saqueta de chá frio de morango e framboesa. Soube-me pela vida, por aquela que me faz por aqui ficar entretida, entre memórias e previsões.

Para quê complicar quando somos capazes de sonhar acordados?

Adenda: depois de tudo isto, às 5 da manhã lá estava eu a acordar para fechar a janela, porque estava a chover por cima de mim.
© POST-IT AMARELO 2014 | TODOS OS DIREIROS RESERVADOS

PARA MAIS INFORMAÇÕES:
♥ dopostit@gmail.com
♥ https://www.facebook.com/postit.amarelo
imagem-logo